Dizem:

quando nasce 

um bebê, 

nasce também 

uma mãe.

 

Esse é, por que não, o chorinho inicial, derramado na pag. 1 de Mãe, quarto livro da escritora, colunista, cronista, palestrante e mãe do Francisco, Cris Guerra. Chega às livrarias, como não poderia ser diferente, ao nascer de um materno mês de maio.

Mãe é mais do que uma homenagem. “Mergulha na mágica do ofício de ser mãe, evidencia a quase-indestrutível façanha da maternidade e, mais do que isso, revela e reforça o laço invisível que liga mães e filhos por toda a vida”.

Reflexões mais do que naturais, para quem começou a escrever aos 13, mas que se descobriu “escritora de verdade” após uma carta para o filho. A propósito, Para Francisco, que começou como blog, vai virar filme em breve. Moda Intuitiva, o segundo rebento, orgulhou a mamãe Cris na prateleira dos mais vendidos. O ex-caçula, Que ninguém nos ouça, foi feito a quatro mãos, com a também escritora Leila Ferreira, que dedicou ao recém-nascido Mãe doces palavras: “Este é um livro para ler sem pressa, com tempo para sentir, e depois reler quantas vezes for preciso. Quem é mãe irá se identificar com cada palavra. E todo leitor ou leitora aprenderá a amar ainda mais estas criaturas especialistas em operar milagres, ‘fadas do beijo’, como as chama Cris, capazes de transformar o cotidiano em poesia”, define.

 

A escritora Cris Guerra. No novo livro, a mágica do ofício da maternidade (foto: Luiza Villarroel)

A escritora Cris Guerra. No novo livro, a mágica do ofício da maternidade (foto: Luiza Villarroel)

 

Os livros-filhos de Cris Guerra (foto: divugação)

Os livros-filhos de Cris Guerra (foto: divugação)

 

As frases e sentimentalidades, esculpidas ou lapidadas por Cris Guerra em cantos de página, ganham cenário de afeto quase maternal, pelos generosos gizes de Anna Cunha. A artista plástica é formada pela UEMG e pós-graduada pela EINA | Escola de Disseny i Art – Universitat Autònoma de Barcelon, tendo recebido menção honrosa do Prêmio João-de-Barro (categoria Livro Ilustrado). As belíssimas composições que abrilhantam Mãe aparecem também em magníficas telas durante o lançamento do livro, numa exposição igualmente imperdível.

Cris tem tatuagem, moda, maternidade e literatura cravadas na pele, e sobre tudo isso, logo mais, a deliciosa perturbação de pelos e poros no arrepio de mais um lançamento, cujo aperitivo você confere aqui:

 

cris guerra 2

 

cris guerra 3

 

cris guerra 4

 

E por falar em arrepio, ele vem também em forma de fragmentos audiovisuais da obra, transformada em justa homenagem pelo dia das mães:

 

 

Lançamento Mãe, escrito por Cris Guerra e ilustrado por Anna Cunha

Noite de autógrafos e abertura de exposição com ilustrações do livro em telas

Terça-feira, 3 de maio, 19 horas

Diamond Mall – Piso L3

Avenida Olegário Maciel, 1600, Lourdes, BH/MG

Curta a fanpage do DasPlus no facebook clicando AQUI, e fique por dentro de todos os nossos conteúdos em primeira mão